Notícias

Café da manhã em restaurantes e cafeterias está se tornando uma grande tendência

A era do home office, que ganhou destaque durante a pandemia, está gradualmente cedendo espaço à retomada dos modelos presenciais e híbridos nas empresas, com visitas mais frequentes ao escritório. Paralelamente a essa transição, observa-se uma mudança significativa no comportamento dos consumidores, que agora estão retomando o hábito de tomar café da manhã fora de casa. Dados recentes divulgados pelo Restaurant Business coletados pela Circana, empresa de pesquisa de consumo com sede em Chicago apontam para um aumento nas visitas a cafeterias para a primeira refeição do dia.

Aumento nas visitas a restaurantes que servem café da manhã 

Em 2023, as visitas a restaurantes que oferecem café da manhã aumentaram em 4%, segundo a Circana. Esse crescimento é impulsionado pela retomada do trabalho presencial, com a maioria das visitas ocorrendo de terça a quinta-feira. Aqui no Brasil, estamos presenciando uma tendência das empresas que adotaram o modelo híbrido de trabalho, com visitas ao escritório concentradas nas terças, quartas e quintas-feiras, enquanto segundas e sextas são mantidas em home office.  

O perfil do consumidor de café da manhã 

Os principais consumidores são homens entre 45 e 54 anos, com rendimentos mais elevados, representando os maiores gastadores. A pesquisa revela que eles gastaram cinco vezes mais do que a média em cafés da manhã em restaurantes e entre as suas preferências estão as bebidas com cafeína e opções de café da manhã práticas e para viagem. 

Preferências dos consumidores jovens 

Por outro lado, a Geração Z, apesar de frequentar menos as cafeterias para tomar café da manhã em comparação com outros grupos etários, também aumentou suas visitas. Eles optam por bebidas especiais geladas e misturadas, com uma tendência a preferir redes de fast-food mais acessíveis.  

Impacto no Varejo 

Embora apenas 20% dos consumidores dos EUA façam refeições matinais em restaurantes, eles são responsáveis por 60% das vendas de café da manhã. Isso sugere uma perda de vendas matinais para os restaurantes por parte dos varejistas. Neste contexto, Tim Fires, presidente da Foodservice, Circana, destacou: “A oportunidade de captar o consumidor de café da manhã e satisfazer as suas necessidades é através de bebidas especiais com cafeína prontas para beber, juntamente com itens convenientes para levar, como donuts, salgados, croissants e produtos de padaria que não requerem utensílios.”  

Adequação dos restaurantes brasileiros à nova tendência 

Diante dessa mudança, as cafeterias e restaurantes brasileiros têm uma oportunidade de atrair mais clientes pela manhã. Investir em opções de café da manhã rápidas e práticas, pode ser um diferencial. Além disso, oferecer uma experiência de café da manhã que combine qualidade, rapidez e conveniência, tal como um serviço de café da manhã expresso ou opções para levar, pode atender às necessidades dos trabalhadores em movimento. Introduzir bebidas especiais, como cafés gourmet e smoothies, também pode atrair a clientela mais jovem e diversificar o público-alvo. 

Conheça o curso de Barista do SindRio que capacita profissionais para operar máquina de café espresso, aplicar técnicas de vaporização e preparar cafés, lattes e cappuccinos, e aborda conhecimentos de análise sensorial do produto.

Notícias relacionadas

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo