Dados do SetorNotícias

DADOS DO SETOR DE BARES E RESTAURANTES – AGOSTO

O SindRio apresenta os dados do setor de bares e restaurantes sobre número de postos de trabalho formais, impactos da pandemia, recolhimento do ICMS e inflação.

Postos de Trabalho

Em agosto 9.574 postos de trabalho formais no setor de Bares e Restaurantes foram encerrados no Brasil. Este é o melhor resultado para o setor desde o início da pandemia do novo Coronavírus em março – o pior resultado foi observado em abril (-93.229). No ano, o país acumula extinção de 236.492 empregos no setor. Os estados de São Paulo e Rio de Janeiro seguem sendo os estados mais impactados pela pandemia (considerando os meses de março, abril, maio, junho, julho e agosto), com o fechamento de 84.235 e 29.320 vagas de emprego no período, respectivamente.

Entre as capitais, São Paulo (-38.135) e Rio de Janeiro (-18.130) fecharam o maior número de vagas formais de trabalho no setor de Bares e Restaurantes durante o período da pandemia. Assim, o município do Rio de Janeiro acumula, no ano, fechamento de 17.504 empregos no setor – resultado inferior ao acumulado na pandemia em função do resultado positivo nos meses de janeiro e fevereiro.

Na cidade e no Estado do Rio, a atividade econômica mais afetada pela pandemia, em termos de impacto sobre o mercado de trabalho formal, ainda é o setor de Bares e Restaurantes. No Estado, o setor já soma 28.112 postos de trabalhos encerrados no ano, dos quais 62,3% são do município do Rio (-17.504). Hotéis e Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios vêm em seguida como setores mais atingidos pelo impacto da pandemia, tanto no Estado quanto no município do Rio. Destaca-se que, considerando todos os setores da economia, tanto o estado como a capital do RJ voltaram pela primeira vez, desde março, a apresentar saldo positivo de contratações formais.

ICMS

Em agosto, o recolhimento de ICMS do total das atividades no estado do Rio voltou a registrar crescimento, de 4,8% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. No que diz respeito à atividade de Bares e Restaurantes, a arrecadação de ICMS recuou 46,0% no mesmo período. Assim, em agosto de 2020, o faturamento estimado do setor no estado do Rio foi de R$ 506,7 milhões, com queda de R$ 432,0 milhões na comparação com agosto de 2019. Nos primeiros oito meses do ano, na comparação com igual período de 2019, o faturamento das empresas do setor recuou 41,7% (- R$ 3,2 bilhões).

Inflação

Na região metropolitana do Rio de Janeiro, o IPCA-RJ variou 0,62% em agosto. A principal contribuição positiva do índice no mês veio do grupo Alimentação e Bebidas (+2,41%), devido principalmente ao aumento de preços na Alimentação em Domicílio (+3,06%). Nesse subgrupo, os maiores aumentos de preço no mês ocorreram Cereais, leguminosas e oleaginosas (+12,22%) e Carnes (+5,38%). Assim, o grupo Alimentação e Bebidas (+5,31%) é o grupo que apresenta o maior aumento de preços entre janeiro e setembro na região. No ano, o IPCA acumula +1,13%.

Confira:

Dados mensais – SindRio

Notícias relacionadas

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo