NotíciasPlantão Coronavírus

O QUE O CONSUMO DE CAFÉ EM BARES E RESTAURANTES MOSTRA SOBRE OS EFEITOS DA PANDEMIA

O café, seja durante a manhã, após o almoço ou durante a tarde, está presente na vida de grande parte dos brasileiros. Durante a pandemia – com o aumento de restrições e mudanças de hábitos – o café se tornou um indicador dos efeitos da crise econômica enfrentada por bares, restaurantes e similares.

A ValorCafé, parceira do SindRio, é a principal fornecedora de máquinas de café espresso gourmet em grão na cidade do Rio. Além de escritórios, atendem a bares, lanchonetes e restaurantes em todas as regiões da cidade. Dados da empresa sobre o consumo de doses de café espresso desses estabelecimentos é um indicador da queda do total do faturamento. Em uma análise do número de cafés servidos em todos os locais (bares, lanchonetes e restaurantes) comparando os clientes que estavam abertos no período pré-pandemia  – entre fevereiro de 19 à janeiro de 2020 – com o  consumo a cada mês dos mesmos clientes durante a pandemia –  entre fevereiro de 2020 à janeiro de 2021 – , houve uma queda drástica.

Além da redução do consumo, foi observada a queda total de consumo quando observados dados sobre o fechamento completo de estabelecimentos.

O gráfico abaixo sobre todos os estabelecimentos que consomem café mostra que em janeiro de 2021 o consumo de cafés chegou a apenas 52% do total consumido no ano anterior no mesmo período (janeiro de 2020).

Já neste gráfico, o recorte é direcionado a apenas estabelecimentos do setor de alimentação fora do lar. Neste os dados são ainda mais preocupantes: em maio de 2020 foi registrado apenas 2% do consumo do ano anteior do mesmo período (maio de 2019), em janeiro de 2021 o consumo chegou a 47% do ano anterior (janeiro de 2020).

De acordo com dados levantados pelo SindRio, o Rio de Janeiro fechou o maior número de vagas formais de trabalho no setor de Bares e Restaurantes nos últimos 12 meses: 15.745. Destaca-se que somente no mês de janeiro de 2021 o Rio de Janeiro registrou fechamento 212 vagas. Estes números refletem a queda de faturamento do último ano.

Na cidade e no estado do Rio, a atividade econômica com maior impacto sobre o mercado de trabalho formal, em função da pandemia, continua a ser o setor de Bares e Restaurantes. No estado, o setor soma 23.414 postos de trabalhos encerrados nos últimos 12 meses, dos quais 67,2% ocorreram no município do Rio.

Notícias relacionadas

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo