Notícias

SETOR E REPRESENTANTES DA PREFEITURA REALIZAM REUNIÃO PARA FALAR SOBRE AÇÕES PARA A PANDEMIA

Foi realizada nesta terça-feira (19/01), uma reunião extraordinária com representantes da gestão municipal e do setor de bares e restaurantes para falar sobre ações da prefeitura e do setor em relação a pandemia do Covid-19.

Na ocasião estiveram presentes o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Desburocratização, Chicão Bulhões; o Secretário de Ordem Pública, Brenno Carnavale; Simone Costa, da CET-Rio; e Rodrigo Prado, da Vigilância Sanitária. O presidente do SindRio, Fernando Blower, esteve presente para reforçar a posição do setor.

Rodrigo Prado, Vigilância Sanitária, destacou a resolução conjunta, publicada no último dia 12/01, que estabelece medidas seguindo a classificação que a Prefeitura​ do Rio adotou para cenários de risco da cidade e reforçou a importância do seguimento de todas as medidas protetivas.

Bernno Carnavale, Secretário de Ordem Pública (SEOP), falou sobre a ação conjunta de ordenamento  realizada nas diversas zonas da cidade durante os últimos finais de semana. “Fomos a todas as áreas da cidade e continuaremos a fiscalizar locais onde forem identificadas aglomerações. Nosso trabalho está pautado exclusivamente nas orientações sanitárias. Regras como a proibição de servir pessoas em pé e as lotação máxima de mesas (máximo de 8 pessoas), que contribuem para a aglomeração dos espaços. Sabemos que a maioria dos estabelecimentos cumpre as medidas e que há um problema com a informalidade”, explicou.

Para Fernando Blower, é importante manter o diálogo e atribuir papeis claros para todos os responsáveis. “Fico feliz com esse encontro por ser um encontro de alinhamento. Isso significa que todos aqui tem o interesse comum de operar dentro da legalidade e das regras permitidas. É esse compromisso que vai permitir que o setor possa se recuperar, visto que foi o mais atingido pela crise com um grande número de demissões e de fechamento de negócios”, comenta. E continua: “Temos três partes nessa relação: fornecedores de bebidas, Estado e Prefeitura, e a população em geral. O importante é identificar a responsabilidade de cada um desses agentes. Os fornecedores de bebida que causam aglomerações são, muitas vezes, bancas de jornal, camelôs, supermercados e postos de gasolina, por exemplo. É importante registrar que muitos locais cumprem ao máximo as regras evitando as aglomerações. Assim, precisamos de vocês que possuem uma grande responsabilidade na fiscalização. Além disso, é importante chamar a responsabilidade da população para a conscientização do consumo de bebidas alcoólicas em pé causando aglomerações”, conclui.

Também esteve presente o Vereador Rafael Aloísio de Freitas, autor da Lei Complementar de Mesas e Cadeiras. A aplicação da lei é uma das ações em prol da diminuição de aglomerações em espaços públicos.

 

 

Em apoio ao interesse da categoria um grande número de empresários de bares e restaurantes compareceu a reunião para dialogar sobre o compromisso dos estabelecimentos com o cumprimento das regras de segurança e a necessidade de fiscalização na cidade.

 

 

Confira, na íntegra, a fala de Fernando Blower:

Notícias relacionadas

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo